O Conceito

A preocupação com a imagem acompanha o ser humano há muitos anos. Como vemos nas artes, a idealização da beleza sempre esteve presente e varia com a cultura e necessidades do povo.

Vivemos uma era de busca por padrões e ditaduras de beleza muitas vezes inatingíveis, o que pode gerar frustrações.

Hoje entendo que os cuidados com a aparência, as cirurgias e procedimentos entram no quesito aprimoramento pessoal, algo muito mais amplo e complexo que a busca de simples padrões pré-estabelecidos.

Quero que os nossos pacientes busquem ser uma versão melhor deles mesmos e por isso estimulo além da mudanças dos traços que incomodam, uma mudança global que passe por estilo de vida mais saudável e mais tempo dedicado ao auto-cuidado e auto-apreço.

Aprimorar é saudável, é inerente ao ser humano, mas o aprimoramento deve ser feito com responsabilidade e segurança e visar uma melhora global do eu, levando especialmente ao bem-estar. Como dizia o meu mestre Ivo Pitanguy: “A beleza é um diamante de várias facetas e o traço físico é só uma delas”, seguindo seus princípios, como cirurgiã plástica estimulo o aprimoramento do máximo de facetas, ao final de um ano de pós-operatório e cuidados, desejo ver não somente um traço físico novo, mas uma pessoa nova.